sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Espiritismo, macumba e o diabo

Em pleno secúlo XXI não raro escuta-se alguns absurdos sobre o Espiritismo que só a ignorância e a mentira (visando interesses econômicos) é capaz de justificar.

Listaremos aqui alguns argumentos verdadeiros sobre algumas das inverdades que se diz:

- O Espiritismo não é a mesma coisa que macumba. Macumba é o nome de instrumento musical usado em rituais de origem africana, hoje, no entanto, vulgarmente costuma-se chamar de "macumba" toda religião afro-brasileira como a umbanda, o candomblé, etc, sendo esse apelido pejorativo, o que também demonstra ignorância, vez que tais religiões não pregam o mal. A Doutrina Espírita nada tem a ver com tais religiões; o Espiritismo surgiu na França, no século XIX, e se têm alguns pontos em comum - como a crença em Deus e nos espíritos -, dizer que são a mesma coisa é o mesmo que dizer que o Protestantismo é a mesma coisa que o Islamismo, só por terem pontos em comuns, como a crença na existência de Deus e da vida após a morte.

- O Espiritismo não é feitiçaria. Magia negra e feitiços sempre existiram em todas as épocas da humanidade, sempre usando de rituais, mandingas, trajes cerimoniais. Em Doutrina Espírita nada disso existe, dispensando-se totalmente qualquer rito exterior, trajes ou algo que o valha, ademais, feitiçaria pressupõe misticismo e superstição, no Espiritismo vigora a fé raciocinada, sempre baseando-se na lógica e na razão.

- O Espiritismo não possui fins lucrativos. Muito comum escutar pessoas se dizerem espíritas, mas cobrarem por certos "trabalhos espirituais". Em Doutrina Espírita vigora a máxima de Jesus do "dai de graça aquilo que de graça recebeis" e jamais a casa espírita efetuará cobranças e dízimos, não vivendo os trabalhadores de um centro espírita dos ganhos em nome da religião, jamais!

- O Espiritismo não é coisa do diabo. Assim como Jesus ao Seu tempo era taxado de "servo de Satanás", a Doutrina Espírita - cuja finalidade é reviver os ensinamentos do Cristo na sua pureza original - é vítima de tal calúnia. Muitos justificam essa inverdade dizendo que na bíblia (mais especificamente no Velho Testamento) há proibições da comunicação de "mortos" com vivos.
De fato existe essa proibição, que Moisés institui como lei civil do seu povo no seu tempo, vez que muitos estavam por utilizar a mediunidade - que sempre existiu - a serviço próprio, enganando e aviltando o próximo.
A mediunidade com Jesus - aquela gratuita, visando unicamente o bem do próximo sem nenhum outro interesse - é benéfica e desejável. O próprio Cristo exerceu sua mediunidade quando, por exemplo, no Monte Tabor entrou em contato com os espíritos de Elias e Moisés.

- O Espiritismo é cristão, sim. Muitos agem como se o próprio Jesus tivesse outorgado a eles o direito de decidirem qual doutrina religiosa é ou não cristã, como se o Cristo fosse de um orgulho exclusivista...
A Doutrina Espírita é o movimento que visa trazer de maneira clara e inteligível os ensinamentos de Jesus na sua pureza original, qual era entendido ao Seu tempo.

Esses são alguns dos absurdos que se fala a respeito do Espiritismo.

Muitos dizem por pura ignorância, inocência mesmo, por não conhecerem o que é a Doutrina Espírita e simplesmente repetirem o que lhe foi ensinado sem usar a cabeça e questionar, sem procurar saber o que realmente é.

Outros veiculam essas mentiras com o intuito de difamar, insistem em dizer que o Espiritismo é coisa do diabo, sendo que eles mesmos usam argumentos mentirosos (coisa típica do "pai da mentira") a fim de denegrir a imagem da Doutrina com o único entuito de evitar a evasão de fiéis dos seus templos, o que acarretaria perda de lucros.

Para você que está lendo esse artigo e que nunca teve contato com o Espiritismo: Se um espírita o convida para ir até a casa espírita saiba que o interesse dele é simplesmente divulgar a Doutrina, vez que em Espiritismo - como foi dito acima - não há dízimo e nem salários, não se vivendo a custa da Doutrina. Não há um interesse monetário por trás.

Questionamos também: Você teria coragem de passar por uma consulta médica com um advogado e ingerir os remédios que ele receitou?
Pois bem, para levar em consideração o que alguém fala sobre o Espiritismo devemos primeiro verificar se quem diz REALMENTE estudou a Doutrina Espírita, coisa que não é feita senão ao longo de anos. E em segundo lugar, ver se quem fala não tem nenhum interesse financeiro em ver o Espiritismo vazio e sua igreja lotada.

Toda análise séria não prescinde de bom senso, lógica e racionalidade.

Um comentário:

bileu disse...

Em Hebreus 9 diz:
24. Porque Cristo não entrou num santuário feito por mãos, figura do verdadeiro, porém no mesmo céu, para agora comparecer por nós perante a face de Deus;
25. Nem também para a si mesmo se oferecer muitas vezes, como o sumo sacerdote cada ano entra no santuário com sangue alheio;
26. De outra maneira, necessário lhe fora padecer muitas vezes desde a fundação do mundo. Mas agora na consumação dos séculos uma vez se manifestou, para aniquilar o pecado pelo sacrifício de si mesmo.
27. E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo,
28. Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação."

se o homem esta sujeito a morrer uma só vez e após disso segue-se o juizo não tem como pensar em reencarnação. De acordo com texto acima Jesus teve contato espirita: Ao meu ver Jesus é Deus assim como o pai e o espirito Santo, ele tem poder de reviver o que esta morto de trazer para ti o espirito de qualquer um pois ele é Deus. Não querendo descordar é apenas minha opinião!!! Cada um tem sua crença, eu creio na Biblia o que ela disser que esta certo ou errado eu me guio por ela e não por religião!!!